Grace & Frankie

Por Luciana Lopes, CRP 06/513762


Grace & Frankie é uma série que estreou em 2015 e é das minhas favoritas.


O primeiro episódio já começa nos mostrando como será a história: os sócios Robert e Sol marcam um jantar num restaurante chique com suas esposas, Grace e Frankie, para contarem a elas que ambos são amantes há 20 anos e que pretendem se casar. Após a revelação sobre o caso amoroso, eles precisam contar aos filhos (2 irmãs de um casal e 2 irmãos de outro) que os pais são homossexuais, vão se divorciar de suas mães e pretendem viver juntos.


A trama envolve os casamentos de quatro senhores, com de cerca de 70 anos de vida; filhos, netos, as vidas formadas e estabelecidas, que estariam prestes a se aposentarem. Porém, o plano de vida muda para todos com a revelação de Robert e Sol.


Diante da história tão diferente da maioria das séries, eu me interessei pelos desafios que Grace e Frankie enfrentam depois da mudança de vida e da necessidade de ressignificarem seus casamentos – nenhuma delas sabia do caso amoroso dos maridos. Esta revelação cai como uma bomba nas vidas das duas senhoras de 70 anos, que além de tudo, vão precisar conviver com a relação e o futuro casamento dos dois.


Entre cenas engraçadas e cheias de momentos de emoção, as duas mulheres que antes não se relacionavam além das convenções sociais, iniciam uma amizade fortalecida pela dor da separação. A relação das duas se transforma aos poucos numa amizade sincera que serve como base de apoio e força afetiva para as duas amigas de estilo de vida e hábitos muito diferentes.


Esta amizade é o principal assunto da trama, onde as protagonistas dão um show de interpretação em cenas de pura delicadeza e talento – não percam a cena do episódio de estreia em que ambas fazem um luau na praia. É hilária!


O casal formado por Robert e Sol vive uma relação que começa com uma sociedade profissional que se torna um caso amoroso nos últimos 20 anos. Quando eles revelam a verdade às esposas, eles dizem que estão apaixonados e vão se casar.


Na série eles assumem suas orientações sexuais juntos, pedem o divórcio, “saem do armário” e decidem enfrentar as reações variadas dos filhos, dos amigos e dos parceiros profissionais. Embora sofram com o rompimento dos casamentos, eles conseguem lidar com as reações das esposas e organizam a nova realidade da vida, superando os problemas com cumplicidade e parceria.


A relação dos dois homens é baseada na amorosidade que eles demonstram entre si e se fortalece ao longo dos episódios, nas muitas conversas entre os dois que mostram a compreensão e a parceria que eles estabeleceram por anos e que sobrevive ao tempo antes e depois de assumirem a relação.


A terceira idade e seus desafios é retratada na série em muitos detalhes que passam despercebidos pelos mais jovens, que não vivem esta realidade ainda. Em Grace & Frankie nós podemos ver desde os problemas de saúde que aparecem com muito mais intensidade, até os conflitos que os mais velhos vivem em relação a aposentadoria, retomada do trabalho, descoberta de novos talentos e convívio com as limitações que são típicas da idade. Nas terapias de pessoas mais velhas, ou da terceira idade, atendemos pessoas que passam por estes conflitos e muitas vezes necessitam de apoio e de novos entendimentos sobre cada situação.


Além de tantos assuntos que poderiam ser vividos por qualquer um de nós, a série é um convite ao entretenimento inteligente. Vale a pena se esbaldar com os talentos de atrizes e atores consagrados do cinema americano e que fazem de cada episódio, uma aula de interpretação.


“Grace & Frankie” nos traz a mensagem de que mesmo quando tudo parece estar estável e comum, podemos enfrentar as situações de reviravolta de acordo com a verdade de cada um, respeitando os limites e diferenças e agindo em sintonia com os valores pessoais. Assistindo a série, nos questionamos sobre nossos preconceitos, nossas críticas, julgamentos e regras, além de podermos também questionar estes conceitos em relação ao modo com nossas famílias funcionam e no que pautam as relações entre as pessoas.


Esta série é uma lição de vida, que coloca os mais jovens em contato com o futuro a que todos chegaremos um dia e embora o tema possa parecer extremo para alguns, não é algo impossível nos dias de hoje, quando nossa sociedade passa por transformações tão profundas em todos os sentidos.


Luciana Lopes é psicóloga (CRP 06/513762) psicoterapeuta de adultos e casais em consultório em São Paulo. Acompanhe seu trabalho no site www.papodaterapeuta.com.br ou pelas redes sociais Instagram e Facebook, e também pelo whatsapp 11 98384-0770.

99 visualizações

Blog escrito por psicólogas e psicólogos de todo Brasil.

O conteúdo apresentado nos textos, assim como opiniões e interpretações sobre as séries, são exclusivas de seus autores. Não representam o entendimento de todos os profissionais.

  • Instagram - White Circle