Série: Onde está meu coração

por Renata Castro - CRP 154906


Escrita pelos autores George Moura e Sérgio Goldenberg, a série conta com um conteúdo de enfrentamento de drogas lícitas e ilícitas, violência e conteúdo sexual. No decorrer dos episódios, é possível acompanhar o enfrentamento de uma família de classe média alta ao vício de álcool e drogas, cenas demonstrando a realidade do mundo hostil de dependentes químicos e todo o sofrimento das pessoas envolvidas. Ao telespectador que se envolve com o que assiste, consegue vivenciar as dificuldades e lutas das pessoas que são viciadas e grandes reflexões são facilitadas a partir da experiência. Nota-se que toda a família vive um profundo sofrimento e que pode adoecer juntamente com a pessoa dependente. Há uma necessidade enorme de um acompanhamento profissional a todos os membros e acentua-se a tese de que não adianta forçar um tratamento se o dependente não tomar a iniciativa, reconhecendo que precisa de ajuda e assim aderir.

Além do sofrimento de Amanda com sua luta pessoal, dependência química e suas consequências, a personagem de sua mãe, Sofia, chama a atenção dos telespectadores. Trata-se de uma mulher exemplar na luta pela recuperação de sua família, uma sofredora que se tornou no decorrer do tempo a pessoa mais forte e centrada da sua casa. Sempre acreditou na recuperação de sua filha procurando estar presente e sempre tentando ajudá-la, doando muito amor e carinho principalmente nos momentos mais difíceis de crise acentuada, tanto de Amanda como também do seu marido, David, que já havia enfrentado o vício do álcool no passado e que teve uma recaída devido à dificuldade para suportar a dor de ver a dependência da sua filha, se culpando pela atitude dela.

Sofia demonstra ao longo da série seu equilíbrio emocional mesmo diante do desespero de toda a sua família, com a esperança acentuada e com todas as dificuldades, ela conseguiu se esforçar para dar continuidade em sua vida profissional. Com o casamento em crise, a personagem se mantém firme e tenta passar por cima dos problemas e entender seu marido procurando dar apoio ao mesmo por causa da tristeza e culpa de ver Amanda se envolvendo cada dia mais com o mundo das drogas.

Vemos que a luta das mulheres é grande, que há uma sobrecarga sobre elas, a estatística mostra que as mães na maioria das vezes são as pessoas que lutam pelos seus filhos e que dificilmente os abandonam. No caso desta série, evidencia-se a dor, desespero, luta e esperança de uma mãe na tentativa de salvar sua filha da dependência. Com todo o sofrimento da personagem nesta luta, Sofia ainda perde o marido que devido ao alcoolismo acaba por sofrer um acidente indo a óbito. Esta mulher então enfrenta o luto, se unindo às suas filhas, se dedicando mais ainda à profissão e ao contrário de muitas mulheres que passam por situações parecidas, Sofia se coloca aberta enquanto mulher e se envolve afetivamente, se dando a oportunidade de ainda tentar a felicidade.

Olhando para a questão emocional de pessoas que convivem com dependentes químicos, há um sofrimento imensurável e feridas enormes são instaladas nas almas destas pessoas; a cada dia uma nova dificuldade é apresentada e o vício parece comandar toda a família, ficando todos envolvidos e muitas vezes sem conseguir dar continuidade em sonhos, projetos e vidas pessoais. O dependente químico não tem noção do quanto está prejudicando sua família e mesmo que tenha, não consegue ter evoluções para ajudá-la; é praticamente impossível a luta para se ver livre do vício sem ajuda profissional. Assim, todos os envolvidos com o dependente químico necessitam de algum acompanhamento psicológico para dar conta da demanda, para ajudar esta pessoa e também para ter suporte para continuar vivendo.



Renata Cristina Barbosa Castro é Psicóloga, trabalha com a abordagem

Fenomenológica Existencial, pós-graduada em “Relações Familiares”, atualmente pós-graduanda em “Psicologia Existencial Humanista e Fenomenológica”, aprimorando em

“Terapia de Casal” e realizou cursos como: Divórcio, Infidelidade Conjugal,

Relacionamento. Seus interesses estão voltados para relacionamentos afetivos

envolvendo toda a sua complexidade, auxiliando na construção de relacionamentos sadios.

Idealizadora da #tonalidadesdoamor

Atendimentos on-line e presenciais.


Acompanhe seu trabalho em:

Instagram: @psi.renatacastro

Facebook: Psicóloga Renata Castro


14 visualizações

Posts recentes

Ver tudo