Naruto e seu poder de dedicação e persistência

por Andréia Dorneles Severo - CRP 07/30479


Naruto, depois de saber que seu mestre Jiraiya foi morto pelo líder da Akatsuki, ficou deprimido, mas sua determinação e força de vontade jamais desapareceram. Naruto então se prepara para uma habilidade de reforçar o poder que envolve a coleta de energia natural, na qual sua determinação volta com tamanha força para vencer as forças do mal. O mesmo com sua força de vontade derrota Pain e o convence a parar a Akatsuki. Naquela hora, Naruto descobre que o quarto Hokage foi seu pai, até então o mesmo não sabia quem eram seus pais. O pai de Naruto por ter muitos inimigos, não usou seu sobrenome no filho, usando somente o sobrenome da mãe,o mesmo o fez isso para o proteger o filho Naruto do perigo. Pai de Naruto não foi ausente em sua vida por opção. O Namikaze foi um pai dedicado durante toda a gravidez da esposa e no dia do nascimento de Naruto, salvou a vida do filho mais de uma vez, sendo que a segunda destas foi seu sacrifício final.

Naruto então não cresceu completamente abandonado e, logo na transição de sua infância para a adolescência, teve figuras importantes na vida que, de certo modo, supriram a ausência de seu pai. Quando uma criança, por quaisquer que sejam as circunstâncias, vive com a ausência do pai, ela busca outras figuras masculinas, como avôs, tios, irmãos mais velhos, padrastos, padrinhos, amigos próximos da família e, até mesmo, professores; uma referência paterna, ou seja, alguém que tenha autoridade e força para desempenhar o papel de “pai”. Com sorte, alguns pequenos têm boas pessoas em sua volta, com quem podem desenvolver um laço. Ter uma referência paterna é essencial na vida de um indivíduo, não só para dar as lições, mas, principalmente, para fornecer afeto e proteção, essas característica Naruto buscou nos seus superiores e amigos . Essas figuras foram fundamentais na infância de Naruto, período no qual o caráter e a personalidade se formavam.

Ele teve essas figuras vistas no Terceiro Hokage. Mesmo que não houvesse demonstrações afetivas diretas, era claro a atenção e o cuidado que ele tinha com Naruto, e foi nele que encontramos o primeiro vestígio de uma figura paterna para o jovem Uzumaki. O garoto também se afeiçoou ao velho e ficou triste com sua morte. Existe outra situações que fortaleceram a relação de “pai e filho” entre Naruto e Iruka, uma delas foi o momento em que o jovem descobriu sobre a morte de seu mestre, Jiraiya, e quando a solidão e tristeza do personagem pareciam não ter fim, o antigo Sensei do garoto apareceu para consolá-lo. É lindo de se ver o cuidado que o homem tem com Naruto e o quanto o Uzumaki admira seu Sensei, Kakashi também foi fundamental na relação “paterna”, sempre se referiu ao Naruto como alguém de potencial ilimitado, o mesmo nunca deixou de acreditar e de cuidar do garoto. É clara a importância de uma figura paterna na vida de uma criança

Mais tarde, ele enfrenta a força e o verdadeiro mandante por trás das ações de Madara: a princesa alienígena Kaguya Ōtsutsuki, o núcleo dos Dez Caudas. Naruto consegue selar Kaguya com a ajuda de Sasuke, ele acaba forçado a lutar contra o seu amigo quando ele revela sua verdadeira razão para ajudá-lo. Naruto convence Sasuke de conciliar, após perder o braço direito em sua batalha final, depois ele ganha um novo membro criado a partir de células de Hashirama.

As jornadas de Naruto e Sasuke são repletas de perdas irreparáveis com as quais simplesmente temos de aprender a lidar. Não há Esferas do Dragão que tragam pessoas de volta à vida. Aceitar dentro de si a realidade das nossas limitações como seres humanos, que teremos perdas ao longo da vida e que fazem parte de nossa existência, é um processo de elaboração. Naruto transforma as dores em algo que possa ser para um ensinamento para seguirmos adiante.

Naruto arrisca a vida por seus amigos, encontrando forças onde não existem. O mangá é japonês, mas tem um sentimento bem brasileiro, do “não desistir nunca”, por isso faz tanto sucesso. Naruto com o seu poder da determinação, força de vontade, esperança e, não menos importante, laços de amizade, mostra o quanto somos capazes de se identificar e abstrair, de algum modo, alguma força capaz de motivar, de nos fazer ficar de pé, ocasiona uma sensação importante de apoio e identificação. Esta é, devo dizer que simboliza um alívio às nossas almas! A vontade de nunca desistir do nosso querido personagem loiro ocasiona esta mesma vontade em nós, fãs. Consciente da força das palavras, Naruto detesta que falem mal dos sonhos, ensinando sempre que um sonho deve ser perseguido até o fim.


Andréia Dorneles Severo, Psicóloga formada pela PUCRS, Experiência em atendimentos a crianças, adolescentes e adultos, grupos terapêuticos, formação pessoal.


Cursos em Especialidades Médicas pelo HCPA, Competências Profissionais, Emocionais e Tecnológicas para Tempos de Mudanças pela PUCRS.


22 visualizações

Posts recentes

Ver tudo