Sense8 - O respeito pelas diferenças

por psicóloga Patrícia Gimenez, CRP 06/1055575


Hoje trago para você uma série mágica e que mostra de forma simples como respeitar o outro em sua forma integral. A história retrata 8 pessoas diferentes entre cultura, status, local e personalidade chamados sensates.


No Wikipédia encontraremos que “Os 8 sensates tem uma visão da violenta morte de uma mulher chamada Angélica, a partir de então eles descobrem estar mentalmente/emocionalmente ligados uns aos outros, sendo capazes de se comunicar, sentir e apoderar-se do conhecimento, linguagem e habilidades alheias. A quem tem esse tipo de dom é dado o nome de Sensate. Ao passo que tentam descobrir como e por que esta conexão aconteceu e o que isso significa, um misterioso homem tenta ajudá-los. Cada episódio reflete os pontos de vista dos personagens que interagem uns com os outros enquanto aprofundam as próprias origens, diferenças e experiências passadas que possam uni-los.”


Diante destas palavras você também poderá conhecer os personagens e assim percebe-se como interagem a cada encontro, a cada toque e a cada memória compartilhada, é respeitada em cada pedacinho da série.


Will é um policial assombrado por um assassinato não solucionado que presenciou na infância. Logo se apaixona pela sensate Riley de seu grupo. Riley, uma Dj islandesa com um passado conturbado e apaixonada por Will. Wolfgang é um rapaz com problemas não resolvidos com a figura do pai desde a infância, chaveiro e criado no crime organizado, hábil em arrombar cofres, apaixonado por Kala. Lito, ator e gay não assumido, espanhol, mantém a aparência hétero pela carreira. Sun, coreana, economista, não tem reconhecimento do pai (família poderosa e tradicional), presa pelos crimes cometidos pelo irmão. Capheus, negro, reside em Nairóbi (Quênia), família humilde, apresenta forte senso de justiça, luta para ganhar a vida e ajudar no tratamento da mãe. Kala, indiana, cientista farmacêutica, devota hindu e prometida a um homem e apaixonada por Wolfgang. Nomi, trans, ativista política e hacker, luta pelos direitos LGBT’s, namora Amanita.


Com esse elenco e cada pedacinho da história deste grupo é possível perceber a importância em pensar no próximo e respeitá-los. São 8 indivíduos diferentes tendo de dividir o que há de melhor e pior e ajudar uns aos outros em situações difíceis. Precisam conviver com as diferenças, acima de tudo precisam saber lidar com elas para trabalhar em equipe e saírem vivos.


Além dos sensates respeitarem o outro em seu grupo, eles acabam realizando feitos no decorrer de sua trajetória assim como qualquer ser humano é capaz de realizar. Will por exemplo ajuda um garoto baleado em um bairro violento, mesmo sabendo que o mesmo talvez não faria isso por ele. O importante era salvar uma vida.


Daniella apresenta uma adoração por Lito e Hernando desde o início, deixando de lado qualquer preconceito. Apesar de Lito tentar esconder para a sociedade sua homossexualidade para manter sua carreira, em dado momento ele descobre que na verdade as pessoas precisam respeitá-lo e que não precisa mais se esconder.


Esses são alguns exemplos de uma das mensagens mais importantes que é ser verdadeiro e trabalhar em equipe respeitando os defeitos e qualidades dos outros. E que apesar das diferenças culturais, religiosas ou financeiras eles se respeitam integralmente e maior do que isso, se unem para ajudar a enfrentar as dificuldades e saborear o sucesso juntos.


Nomi diz: “a violência que eu percebi ser indesculpável é a violência que causamos a nós mesmos quando temos medo de ser quem realmente somos”.


Quantas pessoas não sofrem por se sentirem diferentes?


Afinal, todos nós somos diferentes!


Lito e Nomi dizem: “Rótulos são o oposto de compreensão. Quem eu sou? Sou exatamente igual a você, nem melhor, nem pior. Porque ninguém nunca foi e nunca será exatamente igual a você ou a mim.”

Patrícia Abate Gimenez é Psicóloga Clínica (CRP 06/105575), tem 31 anos e atua na reigão do ABC Paulista – SP. Realiza atendimento individual com adolescentes e adultos e orientação vocacional/ profissional.

Contatos:

Telefone: (11)9.9933-4498

E-mail: psicologapatriciagimenez@gmail.com

Facebook: Psicóloga Patrícia Gimenez

Instagram:@psicologa_patricia_gimenez

0 visualização

Blog escrito por psicólogas e psicólogos de todo Brasil.

O conteúdo apresentado nos textos, assim como opiniões e interpretações sobre as séries, são exclusivas de seus autores. Não representam o entendimento de todos os profissionais.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram