Designated Survivor – Sobrevivente Designado

por psicóloga Priscila Caroline Viotto da Silva - CRP 06/121883


Tom Kirkman. Sobrevivente designado. Uma longa e inesperada história se inicia. Uma história que jamais havia passado em sua cabeça que viveria.


Em nossa vida não conseguimos controlar quase nada, mesmo que tenhamos planos, sonhos, metas, e principalmente quando se trata dos outros, do que nos cerca. E nesse dia não foi diferente: acontece algo inesperado e desesperador para todos, um atentado contra o Presidente dos Estados Unidos em meio a um discurso político. E, acidentalmente, o presidente morre, juntamente com praticamente toda sua equipe.


Tudo, a partir de então, muda. Tom Kirkman era o Secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, um cargo sem nenhum holofote que fizesse sua apresentação aparecer ao público.


E eis que ele, Tom Kirkman, era o único sobrevivente do atentado, pois todos os outros que tinham cargos de importância também estavam no local. Portanto, Tom Kirkman o Sobrevivente Designado.


Ele, que, sempre se escondia das câmeras, de repente, cai no salão oval de paraquedas, como Presidente dos Estados Unidos. Onde tudo, a partir de então, estava sob sua responsabilidade, tudo estaria em suas mãos. E, sem opção.


Mesmo com toda dificuldade, montou sua equipe, e deu o seu melhor pelo país. Mas para que isso acontecesse, sofreu muito, pois era independente, sem nenhum partido que o apoiasse, sem praticamente ninguém com quem pudesse contar. Enfrentou muitas dificuldades, criticas, acusações de todos os tipos.


Sua família, morando na casa branca e sendo vigiados 24 horas por dia, sem privacidade e praticamente sem vontade própria. Começaram a partir do atentado a fazer parte disso, mesmo contra vontade, apoiando Tom em suas decisões. Mas, sendo expostos a tudo e a todos.


Sempre com muita dedicação e empenho, tentando sempre ser honesto e fazer o melhor, continuou tentando. Até que um belo dia algo acontece. Inesperadamente.


No transito, com a equipe ao redor sempre protegendo, sua esposa foi atingida propositalmente no transito, e, infelizmente e para a surpresa de todos, a mesma veio a falecer. Pronto. O mundo de Tom acabou, desmoronou. Parecia que mais nada fazia sentido, e nada importava. Havia perdido uma parte sua. Sua esposa havia morrido. E agora eram apenas ele e seus filhos.


Tom Kirkman, começou a fazer psicoterapia para tratar o luto que estava vivendo. E, para que aos poucos conseguisse comandar o país novamente. Fez terapia por um bom tempo, mas a pressão sempre foi muito grande para que o mesmo assumisse seu cargo e tomasse as decisões que deveria.


E, então foi assim que aconteceu, mesmo sendo pai e esposo (agora viúvo e sozinho), mas ainda era presidente e não poderia se afastar disso. Assumiu novamente seu posto, precisando voltar rapidamente a ativa, mesmo com seu coração partido, acreditando que não poderia mudar o mundo, pois o mundo era injusto.


Assumiu o comando, e aos poucos foi mostrando ao seu povo que realmente queria que o mundo fosse melhor, e que, as decisões que tomava em relação a qualquer problema, era pensando num mundo melhor para todos, com menos injustiça, com menos preconceito, com mais amor, com mais educação, com mais igualdade para todos.


Tom kirkman, por muitas vezes pensou em desistir e entregar seu mandato, por todas dificuldades e acusações que vivia. Mas, quando o desanimo batia em sua porta, sempre pensava o que ele poderia fazer de melhor, o que ele poderia fazer com o poder que tinha para melhorar seu país, e, todo aquele desanimo ia embora e a vontade de lutar começava a ser maior do que tudo o que enfrentava.


Grande lição Tom Kirkman pode nos dar: Mesmo quando as dificuldades virem, não desista, pois lá na frente sempre virá uma vitória. Nem tudo está perdido. Só estará perdido quando desistirmos de lutar.

Priscila Caroline Viotto da Silva é Psicóloga Clínica (CRP 06/121883), Pós graduada em Gestão de Pessoas. Trabalha com atendimentos clínicos para adolescentes, adultos e casais em Jundiaí-SP. Palestrante. Estudante. Esposa e Mãe.

(11) 977746683

E-mail: priviotto.psico@yahoo.com

Instagram: https://www.instagram.com/priscila.psicologa/

0 visualização

Blog escrito por psicólogas e psicólogos de todo Brasil.

O conteúdo apresentado nos textos, assim como opiniões e interpretações sobre as séries, são exclusivas de seus autores. Não representam o entendimento de todos os profissionais.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram